sábado, 19 de março de 2011

Modernidade em tinta e prosa

Eu vejo a vida melhor no futuro. Eu vejo isso por cima de um muro de hipocrisia que insiste em nos rodear; eu vejo a vida mais clara e farta, repleta de toda satisfação que se tem direito - do firmamento ao chão. Eu quero crer no amor numa boa: Que isso valha pra qualquer pessoa que realizar a força que tem uma paixão. Eu vejo um novo começo de era, de gente fina, elegante e sincera, com habilidade pra dizer mais sim do que não. Hoje o tempo voa, amor. Escorre pelas mãos, mesmo sem se sentir. Não há tempo que volte, amor, vamos viver tudo que há pra viver! Vamos nos permitir?

(Tempos Modernos - Lulu Santos)

A Liberdade Guiando o Povo, Eugène Delacroix.

Nenhum comentário:

Postar um comentário