quinta-feira, 4 de novembro de 2010

"Seja qual for o seu sonho... Conquiste-o."


Todos riram, ao menos uma vez, quando alguém disse que a nossa sala era unida; mas agora, não tem tanta graça. E não é só o momento de despedida que nos faz esquecer os tantos conflitos: é, também, a reflexão de que passamos mais um ano, o último, ao lado de pessoas maravilhosas. Percebemos que os nossos defeitos e divergências que levaram às brigas só nos fazem mais humanos e próximos um do outro.
   Poderíamos ser apenas mais um terceiro ano que se forma. Mais uma turma de amigos que se separa, mais lágrimas, abraços e sorrisos que acontecem todo final de ano. Obviamente, não somos. Foram momentos especiais demais para generalizar – momentos que, provavelmente, aconteceram com outras pessoas em outras classes, mas que não deixam de ser únicos. Ao passo que aumentava a tensão pré-vestibular, crescia a cumplicidade. Aproveitamos as situações mais rotineiras para transformar a convivência em laços de amizade que, hoje, se distanciam fisicamente.
   Uma piada de Ives no meio da aula; a risada de Carol. Uma pesca engenhosamente arquitetada; a recriminação do fiscal. Uma solicitação conjunta e indignada a Ivanete; uma lição de moral de Elemar. Um “Parabéns pra você” interrompendo a aula; um “Com quem será” com Ícaro. Mais um cansativo simulado “Refazendo”; mais uma caixa de chocolate para Lílian. Uma aula de História com Nelma; Luan e André para um lado, Thaís e Nara para o outro. Passados JERP e Copa Escolar, Leonardo ainda se pergunta: Afinal, “cadê o futsal”?
   Ao sairmos pela última vez dos portões da EDI Master – onde, pacientemente, Zé durante todo o ano pediu, em vão, pra que não usássemos sandálias –, levaremos conosco parte do Colégio. Ficará marcada em nós a dedicação com que cada professor e funcionário tiveram pra que nós nos tornássemos melhores. A eles, não um “adeus”, mas um “obrigado”.
   A jornada chega ao fim, e cada um de nós tomará o seu caminho. Entre tantas siglas de Universidades, nos espalharemos para outras cidades e até estados, depois de meses compartilhando essas quatro paredes. Não partiremos apenas da casa dos nossos pais; deixaremos, aqui, a segunda família que escolhemos e construímos, a que nos ensinou que em meio a um futuro incerto e repleto de inseguranças, há uma certeza: Seja qual for o nosso sonho... Conquistaremos.

2 comentários:

  1. A vida é engraçada. Já conheço você há algum tempo, afinal é amigo do meu filho, mas não sabia dessa tua habilidade em se expressar utilizando a escrita. Eu estou simplesmente maravilhada.
    Concordo com a sua provocação, seja qual for o sonho de cada um dessa turma, conquiste-o. Ainda que leve um tempo maior do que o desejado ( no meu caso)não desistam. Não percam essa amizade verdadeira, que ao longo dos anos passaram por situações diversas. Não percam o elo, ainda que, cada um seguirá caminhos diferentes, o que é inevitável e ao mesmo tempo rico para o crescimento de todos.
    Muito lindo ver um adolescente centrado e decidido. Assim como desejo para o meu filho sucesso na caminhada, desejo para você com a mesma intensidade. Seja muito feliz e obrigada pela amizade de vocês.

    ResponderExcluir
  2. Eu amo esse texto, eu adoro ler seus textos!
    Sou sua fã!

    ResponderExcluir